Se o valor das ações de uma empresa desaba, o empresário tem medo de investir capital nessa empresa. Se a empresa recebe menos investimentos, produzirá menos. Se produz menos, então, não há motivo para tantos empregados, o que levará o empresário a demitir o pessoal. É uma regra natural do mercado.

Em 1929, nos EUA, muitos empresários não sobreviveram à crise que surgiu no país e foram à falência, assim como vários bancos, que emprestaram dinheiro e não receberam de volta o empréstimo, e faliram também. A quebra da Bolsa trouxe medo, desemprego e sofrimento. Milionários descobriram, de uma hora para outra, que não tinham mais nada e por causa disso alguns se suicidaram. O número de mendigos aumentou e a crise se agravou.

Entenda o que foi “A Grande Depressão de 1929”:

Deixe seu comentário: