Caio Coppolla revela que o ex-ministro da Saúde indicava medicamento 28 vezes mais caro que a hidroxicloroquina para suspeitos de coronavírus.

O que há por trás disso? Seria algum interesse da indústria farmacêutica?

Confira o trabalho brilhante do Caio (e divirta-se com a cara de incomodada da apresentadora ouvindo o chefe buzinando no ouvido dela…):

Deixe seu comentário: