“Especialistas” dizem que “magrofobia” não existe. Mas só quem é magro(a) sabe o quanto é difícil aguentar as ironias e perguntinhas irritantes de quem se acha, digamos, “normal”…